Júlia entra no consultório.

Nos cumprimentamos, falamos um pouco de amenidades e chegamos ao tema chave do encontro médico-paciente em uma consulta de Cirurgia Plástica.

O que a trouxe até aqui Júlia?

Ela da um sorriso discreto e diz ” quero melhorar a minha auto estima e o meu nariz me incomoda muito, principalmente nas fotos de perfil!”.

Júlia é uma paciente de 40 anos, casada, mãe de dois filhos, financeiramente equilibrada, com emprego fixo e futuro promissor. Conversamos sobre questões médicas, seu histórico de cirurgias anteriores e tudo mais que corteja uma entrevista medica pré operatória.

Depois disso faço uma pergunta: “Quais são suas expectativas a cerca dos resultados dessa cirurgia?

“Ela para, pensa por um minuto e como quem quer ganhar um presente diz “Acho a minha ponta do nariz muito para baixo e piora muito quando eu dou um sorriso, queria melhorar isso… e o dorso do meu nariz tem essa elevação que eu não gosto principalmente nas fotos de perfil, da para deixar ele mais retinho aqui, apontando ela para o dorso do nariz…” Faz um sorriso largo e completa ” Mas não quero mudar minha fisionomia, quero que as pessoas me reconheçam após a cirurgia, não quero perder minha identidade, é possível doutor?”

Sara, 35 anos, solteira, bem sucedida, boa aparência e de poucas palavras, entra no consultório e antes mesmo de perguntar, o que a trazia aquela consulta, foi logo dizendo:

” Quero operar meu nariz!, não suporto mais me olhar no espelho! ”

Mesmo sem muita abertura para o dialogo faço a pergunta que para mim é a mais importante de todas numa consulta de Cirurgia Plástica: “Sara, qual a sua expectativa, o que você espera obter com essa cirurgia?”

Sem pestanejar e com cara de quase indignação responde : ” Um nariz perfeito, lógico! , você pode fazer isso?! Adoraria ter  o nariz da Nicole Kidman !!! Você tem simulador de fotos  no computador ?

Duas consultas, duas expectativas. Uma Real, outra totalmente irreal.

Expectativas reais são fáceis de ser alcançadas e de óptima resolução. As irreais como correspondem a um desejo de difícil reprodução são frustrantes para médicos e pacientes, senão com resultados catastróficos…

…Julia operou e esta muito feliz com o resultado.

Dr. Hebert Lamblet

Os nomes das pacientes são fictícios.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *